Ebuíne

Jaime Nhantumbo, filho de Sique Nhantumbo. Advirto que Sique não é nome que se cheire ou aromático antes o adverso. Deixemo-nos dessa tal como o apelido Valói. Contam-se estórias acerca dos Valói e sua descendência Changamire. Não sou prosélito e muito menos especialista. Mas Valói provem de um incesto, isso diz-me a tradição oral. E as ligações românticas e familiares dos irmãos: Mbanze, Zandamela, Nhantumbo, Mangue, Mavila. Será ? A verdade é que certo tributo saía ate Betulene. Ouvi, escutei. A última palavra que é mais profunda e naife, soa a erudita, estou pancado no mais vernáculo sentido da palavra, perdõem o pedantismo lexical, hic! Desta vez perdõem a sope, está curtindo-me o juízo, retomo hic, o convexo da cidade laurentina, ka mpfumo e hoje maputense. Arre! Darakube wato e ouvira algures por Magumeto. Estou liberdade e sonho. Sim.Procuro MatsapA no mapa e sói Manica. As origens são um carrocel de vidas e memórias. E hoje sou de trevés e revés cidadão global. Hic, a sope de caju está brava, dai-me a de laranja para temperar meu desconcerto.Hic! Matsapa, Xigumeto, Changamire, Valoi.

Darakube:cidade.

Sope:aguardente

Betulene(Betula), onde vivem os Mbanze.

Valói:feitiço, feiticeiros.

Deixe um comentário

Faça o login usando um destes métodos para comentar:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s