O Nosso Eterno Exílio

Contrários

A estrela risca o ar

A ânsia turva o céu

Os contrários unem-se

Fixa memória

Terra de Encantos

Peço-te a vida mais pura

neste ardor de existência

Caminho por entre cajueiros

Rasgando o passo folhagens

Vinde sol gotas de orvalho

acariciar a caminhada

Estou para além do destino

Manadas trilham ecos

o chilreio de pássaros adocica

sibilam serpentes

Neste olhar desavindo flue o amor

Néctar /gema de pombos

nidando a via ignota

Meu cruel sentir

Austral cogitar

Nossa terra de amores

Nossa terra de encantos

Deixe um comentário

Faça o login usando um destes métodos para comentar:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s