O Nosso Eterno Exílio

Nítido Amor

Diga-me essas imerecidas liberdades

cante-as

Solve-se o silêncio para além das margens

ó cruel cancioneiro

Predispostos amamos sim

outros veres outros silêncios

Para além da margem a solicitude

Por aqui dançamos

heréticos totalmente estranhos aos silêncios

Além de vós este nítido amor

do descaminho e da solidão

Deixe um comentário

Faça o login usando um destes métodos para comentar:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s