A Liberdade da Memória

Homens transformados em bestas, reduzidos à historicidade de uma sub-humanidade. São os sobreviventes de feitiços cientificamente cultivados. Caminham sim, andam sim:uma carga de violência os faz erguerem-se. Seu ritual são os filhos da desgraça e da intolerância. Quero explicar a violência, a nua e cega violência? Não me tentais. Estou tão longe desse determinismo. Ilustro a cultura de sistemas que consigo trazem a degenerescência. _É tão sóbrio _diz-me um politólogo.

_Vá à merda pá! _respondo-lhe. E quites nesta desgraça, a estupefacção.

Deixe um comentário

Faça o login usando um destes métodos para comentar:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s