Perplexidades

Pudera olhar o tempo desavindo da nossa mísera caminhada, pudera pensar sem o oculto rumor, pudera olhar o tempo sem reservas, pudera ser. Esta liberdade voo e irreverência. Algures nossa existência bem marginal. Cativo fosse o vento da nossa ilusão consagrada. Aqui ou algures o termo de estradas, nosso amor disperso de ousadia. Pudera ousar ser essa tempestade, pudera.

Deixe um comentário

Faça o login usando um destes métodos para comentar:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s