Vozes Perdidas

Barcos de vento e amor. Outra estrada dispersa. Oculto sentido da margem ignota. Veraneio de uma noite incerta. Outros luares na margem desconhecida. O rio Matola e este interregno de sonhos. Vazio de estrelas. Margem dispersa de uma terra por obter. E perto o fastio de uma ilusão. Salpicam corpos, devaneio de uma estrada sem ecos. Nosso oculto vento de mísseis armados. Sim eis nossa presença de actos.

Deixe um comentário

Faça o login usando um destes métodos para comentar:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s