Vozes Perdidas

Ausência. Pudera alçar-te tempos e que mais? Talvez sorrisos talvez absurdos.Neste marasmo sorrimos acontecidos.Houvera lembrança ,sonho ou miragem,algo houvera de tão estranho quanto obscuro. Soubera derivar acontecido ou antes perdido.Margens unívocas do perdão. Esta fatídica guerra,este ignoto silêncio. Mar displicente da nossa discordância. Livre seja o eco livre seja a ternura.E aconteço qual noite dispersa.Mar disperso mar revolto da nossa solidão. Houvera teu tempo exaurido de vento.Cruel foi a margem do nosso erro,cruelissima torrente .Algures perdera-te

Deixe um comentário

Faça o login usando um destes métodos para comentar:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s