Vozes Perdidas

Houvera sonhos desavindos de esperança e desatino,houvera qualquer fulgor por ínfimo que fosse.Heresia transcrita no grito.Alvas terras do nosso desacerto.Neste algures a reminiscência sufocada da nossa impiedade.Houvesse sonho construído na terra lamacenta do absurdo.Na loucura da incerteza o ruído da nossa condição. Vidas e mares,vidas e incertezas.Neste caminho o antagonismo da ímpia via.Terras de interrogação terras da nossa busca.

Deixe um comentário

Faça o login usando um destes métodos para comentar:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s