Vozes Perdidas

Amanheço na ternura do voo.Amanhece o tempo.Sobreviventes da heresia,nosso rosto
impreciso da vida.Estamos vivendo na margem
da agonia.Por vós a hora por vós a ternura do sonho.
Luas meu amor,luas sim ocultas no voo.Paz vencida paz deserta na lucidez do descaminho.Hora sublime da euforia,hora viajante do sonho.Neste mar a vida se descoze intempestiva.Júbilo de estradas, cancioneiro da outra margem.Eis a hora meu amor,ei-la sim.

Deixe um comentário

Faça o login usando um destes métodos para comentar:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s