Vozes Perdidas

Aqui ou algures o nosso devaneio.Incerto voo.Terra sublime do sonho ou quem sabe da fuga? Estamos uma presença acontecida.
Margens de sol e frio.Neste devaneio esquecemos a ternura.Neste aqui estar o passado nos acontece e submerge.Luas refractárias do nosso estranho voo.E percorro a liberdade da nossa vida.Tão simplesmente nós tao enfáticamente perdidos .E o bairro da Liberdade subleva auroras.E hoje aqui parado a reminiscência se coage à inexistência.Será e o que não será ? Meu desnorte minha efusiva canção

Deixe um comentário

Faça o login usando um destes métodos para comentar:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s