Vozes Perdidas

Este presente anoitecido.Voo e inércia.Neste mar dividido a nossa ausência.Estamos os eternos viajantes da busca.Subtis
no sonho e na anuência de paradoxos,caminhamos acontecidos
qual presença angustiada.Sós neste calor de sóis,sós na turva
terra do descaso.Este amor de princípios.Amo o tempo da busca
e do desvairo.Sol meu amor sol de quietudes.E algures o nosso
desvairo acontecido.Amo-te jornada,amo-te voo sem eira e algures o sonho.Por aqui ou acolá o voo

Deixe um comentário

Faça o login usando um destes métodos para comentar:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s