Vozes Perdidas

Absurdo foi o vento.Sitiados numa presença sem nome.Fustigados
amamos o tempo.Luares de voo e mar.Nesta equidistância o sonho.
Amo os tempos,amo a lonjura dispersa do tempo.A vida está para
além do destino.Seja contrafeita nossa convicção.Mares ocultos de vento e razia.Seja nossa presença a nossa fatídica ausência sem
signos de mar.Amamos o tempo e a vida amamos os sonhos.Nosso luar de mero encanto.

Deixe um comentário

Faça o login usando um destes métodos para comentar:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s